"

(43)988016280

NO AR

Som do Céu

radiopentecostes.com

Mundo

Divina Misericórdia \"vacina contra o vírus do egoísmo\"

O Papa Francisco presidirá, neste domingo (11/4), pela segunda vez, em forma privada, a uma celebração Eucarística, por ocasião do dia dedicado à Divina Misericórdia, culto promovido por Santa Faustina Kowalska, na igreja de Santo Espírito em Sassia,

Publicada em 10/04/21 às 09:48h - 130 visualizações

por Vatican News


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Divina Misericórdia \"vacina contra o vírus do egoísmo\"  (Foto: Vatican News)

Debora Donnini/Manoel Tavares

“Sinto que a minha missão não terminará com a minha morte, mas começará”. Estas palavras, escritas no Diário da Irmã Faustina Kowalska, são realmente proféticas, à luz dos acontecimentos que se seguiram após a volta para o Pai desta humilde freira. A ela Jesus se manifestou, com visões, revelações, estigmas ocultos, obtendo a união mística com Deus e o dom do discernimento de corações e profecias. A religiosa teve também experiências místicas dolorosas durante a "noite escura da sua alma".

Faustina nasceu, em 1905, no seio de uma família de camponeses, no vilarejo de Głogowiec, Polônia, e faleceu, em 1938, no convento de Cracóvia-Łagiewniki, aos 33 anos, idade de Cristo. Durante a sua vida trabalhou como cozinheira, jardineira e porteira, em várias Casas da Congregação das Irmãs da Bem-Aventurada Virgem Maria da Misericórdia, à qual pertencia. Mas, eram poucos os que sabiam da sua vida mística, exceto seus confessores e, em parte, nas escolas secundárias. Hoje, a Mensagem da Misericórdia, que Jesus lhe confiou, espalhou-se pelo mundo inteiro.

Uma festa desejada pelo próprio Jesus

Devido a esta Mensagem importante, São João Paulo II instituiu, no dia 30 de abril de 2000, há 21 anos, - dia da canonização da Irmã Faustina, - o Domingo da Divina Misericórdia, que se celebra no segundo domingo da Páscoa, "Domingo in albis".

O próprio Jesus manifestou-lhe o desejo de instituir uma festa em honra da sua Misericórdia: “Quero que a imagem, que você vai pintar com o pincel, seja solenemente abençoada no primeiro domingo da Páscoa. Este domingo deverá ser a festa da Misericórdia”, disse-lhe Jesus, segundo i Diário da Irmã Faustina.

Por isso, na manhã deste “domingo in Albis”, o Papa Francisco volta, como no ano passado, a celebrar uma Santa Missa, em privado, - seguindo as normas anti-Covid - na igreja de Santo Espirito em Sassia, nas proximidades do Vaticano. Ao término da celebração Eucarística, o Papa rezará a oração mariana do “Regina Coeli”, diretamente do Santuário da Divina Misericórdia.


O Papa Francisco será acolhido "com trepidação e alegria", disse à Vatican News o reitor do Santuário, Padre Jozef Bart, pois, neste ano, celebra-se o 90º aniversário da revelação da imagem de Jesus Misericordioso à Irmã Faustina. O próprio Papa recordou este acontecimento durante o Angelus, em 21 de fevereiro p.p., e, no dia seguinte, enviou também uma mensagem ao Bispo de Plock. Ano passado, foram comemorados os 20 anos da canonização de Santa Faustina e a instituição da Festa da Divina Misericórdia.

No dia 22 de fevereiro de 1931, o Senhor manifestou-se à Irmã polonesa, Faustina, que assim escreveu no seu Diário: “Jesus me disse para pintar uma imagem, segundo o modelo que eu via, com as palavras abaixo “Jesus, eu confio em Vós”. Disse-me ainda que esta imagem deveria ser venerada não só em sua capela privada, mas no mundo inteiro”.

A primeira imagem de Jesus Misericordioso foi pintada em Vilnius, sob a orientação da Irmã Faustina. Porém, a imagem mais conhecida é a que se encontra no Santuário da Divina Misericórdia, em Cracóvia-Łagiewniki, pintada, segundo as instruções do diretor espiritual da “Apóstola da Divina Misericórdia”, Padre Józef Andrasz.

O reitor do Santuário romano da Divina Misericórdia, Padre Jozef Bart afirma: “Faustina não transmite uma imagem nova, porque a mensagem da Misericórdia nada mais é do que o Evangelho de Jesus Cristo Ressuscitado. Ela apenas retransmite esta nova luz a toda a Igreja, cristãos e não cristãos”.

Recordando a profunda experiência que a religiosa polonesa vivia com o Senhor, na dimensão da sua Misericórdia, Padre Bart recorda os pedidos que Jesus lhe fazia: “A Misericórdia deve ser celebrada e praticada na Igreja e a festa da Misericórdia celebrada no domingo da Páscoa”. É precisamente neste dia em que se manifesta “a abundância dos frutos que brotam da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo, cujo fruto é a Misericórdia: dia em que as graças descem sobre toda a humanidade”.

A Divina Misericórdia está renovando o mundo, afirma o Padre Jozef Bart, recordando as palavras do Papa Francisco no Santuário da Divina Misericórdia, ano passado. São João Paulo II, comentando o ícone de Jesus misericordioso, afirmou: “Desta imagem nos transmite e propõe um novo estilo de vida e partilha”.

Fonte Vatican News




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

Entre em contato conosco pelo whatsapp

(43) 98801-6280

Visitas: 166278
Usuários Online: 3
Copyright (c) 2023 - OLÁ OUVINTES E TELESPECTADORES - Seja um Patrocinador desta Obra de Evangelização entre em contato conosco 43-988016280
Converse conosco pelo Whatsapp!