(43)988612351

NO AR

Som do Céu

radiopentecostes.com

Brasil

Igreja do Paraná se prepara para a Campanha da Fraternidade 2024 com a realização de um Seminário de Formação

Cerca de 30 pessoas, representando 13 das 18 arqui/dioceses do Paraná, estiveram reunidas nos dias 10, 11 e 12 de novembro, na cidade de Pitanga (PR), Diocese de Guarapuava (PR), para o Seminário de Formação da Campanha da Fraternidade (CF) 2024, que

Publicada em 14/11/23 às 16:51h - 36 visualizações

por CNBB SUL 2


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Igreja do Paraná se prepara para a Campanha da Fraternidade 2024 com a realização de um Seminário de Formação  (Foto: CNBB SUL 2)

Cerca de 30 pessoas, representando 13 das 18 arqui/dioceses do Paraná, estiveram reunidas nos dias 10, 11 e 12 de novembro, na cidade de Pitanga (PR), Diocese de Guarapuava (PR), para o Seminário de Formação da Campanha da Fraternidade (CF) 2024, que tem por tema: “Fraternidade e Amizade Social”, e lema: “Vós sois todos irmãos e irmãs” (cf. Mt 23,8). 

Assessorou o Seminário, o secretário executivo de Campanhas da CNBB nacional, padre Jean Poul Hansen. Em entrevista, padre Jean disse que o encontro teve o objetivo de preparar e formar multiplicadores, a fim de que a CF 2024 ocorra no estado da melhor forma possível. Ele ressaltou que a escolha do tema é fruto da reflexão dos bispos, buscando a compaixão e a conversão.  

Padre Jean Poul

“A escolha do tema da CF se dá sempre dois anos antes da realização da Campanha. Portanto, foi em 2022, nas reuniões do Conselho Episcopal de Pastoral da CNBB, que esse tema foi escolhido. Ele não foi sugerido por ninguém, mas é fruto da reflexão dos bispos que, avaliando o nosso tempo atual, e iluminados pela Palavra de Deus e pelo magistério do Papa Francisco, especialmente por meio da Carta Encíclica Fratelli Tutti, escolheram esse tema”, disse padre Jean.  

O sacerdote ressaltou que o amor e a compaixão estão presentes nos objetivos geral e específicos dessa CF. “O amor é o que nos une. “Deus é amor”, escreveu São João, e nós somos imagem e semelhança dele. E a compaixão é a capacidade que devemos ter à imagem de Cristo. Ele padeceu por nós e nós podemos nos compadecer uns dos outros”, completou padre Jean.  

O secretário executivo da CNBB Sul 2, padre Valdecir Badzinski, acompanhou parte do Seminário e destacou que o tema dessa CF está na raiz da nossa realidade e das nossas relações. “Vivemos num mundo tão diferenciado, enquanto humanismo, relações, valores; e a CF do próximo ano mexe com tudo isso e nos coloca numa dinamicidade de reflexão, de revisão, de avaliação e de propostas de uma mudança na forma como estamos vivendo. Amizade Social mexe, primeiramente, com a minha atitude. Aí podemos nos perguntar: quais as implicações que esse tema traz para mim, pessoalmente, e para as minhas relações? Nesse Seminário, percebemos a grandeza desse tema, que estamos agora, iniciando as reflexões aqui na Igreja do Paraná”, disse padre Valdecir.  

Esse seminário da CF motiva que seja fortalecida a comissão regional e também criadas as comissões diocesanas, a fim de que sejam propostas estratégias para que o tema da CF chegue a todas as comunidades.  

“A CF não pode ser uma ação pontual, cronologicamente, mas precisar ter um efeito de ação evangelizadora. Não evangelizamos apenas com um momento, mas sim com processos, criando mentalidade. Então, se nas dioceses houver uma comissão que reza, que estuda, aprofunda, articula e dinamiza, isso vai gerar muitos frutos. No Paraná, enquanto CNBB Sul 2, já temos uma comissão, que busca pensar e aprofundar o tema da CF, com o objetivo de ajudar as dioceses a organizar suas comissões diocesanas”, explicou padre Valdecir. 

O assessor regional para as Campanhas, padre Emerson Detoni, da diocese de Palmas Francisco Beltrão (PR), afirmou que foi muito importante ter como assessor o padre Jean Poul, que esteve à frente da elaboração de todos os subsídios da CF 2024. “Ele nos ajudou a refletir sobre o tema, de forma muito profunda, tanto no diagnóstico da realidade, como na iluminação, a partir da Palavra de Deus, da vida dos santos, do magistério. Assim como, apontou-nos pistas para o agir, ou seja, como colocar em prática essa CF na nossa vida, na comunidade e da sociedade. O seminário também nos despertou para a necessidade de organizarmos e fortalecermos as nossas equipes diocesanas e regional de Campanha, a fim de prepararmos, com antecedência, a CF, bem como executar e propor ações para continuá-la durante todo o ano”, afirmou padre Emerson. 

A leiga da arquidiocese de Curitiba (PR), Salete Bez, que também é assessora de Campanhas no Regional, destacou que a alegria, o entusiasmo e o comprometimento dos participantes do seminário, especialmente, os leigos e leigas. “Acredito que todos saem do seminário muito fortalecidos e esperançosos, no sentido de tentar constituir, onde ainda não há, a comissão diocesana da CF. Isso é fundamental para que aquilo que foi pensado e proposto pela CNBB, pela equipe nacional, chegue nas nossas dioceses, em suas comunidades mais longínquas. Esse é um esforço que nós queremos e devemos fazer para que, de fato, a CF aconteça e produza frutos”, disse Salete. 

Para dinamizar o Seminário e ressaltar a importância da história das CFs, foram produzidos 8 banners, contendo todas as capas das CFs, desde 1964 até hoje. A iniciativa foi um destaque do encontro. Todos os participantes, em vários momentos, olhavam e buscavam recordar a partir de quando a CF faz parte da sua vida eclesial. Esses banners ficarão expostos, permanentemente, no Centro de Formação Juan Diego, em Guarapuava (PR).  

Campanhas da CNBB 

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil possui duas Campanhas anuais: Fraternidade e Evangelização. 

A Campanha da Fraternidade foi criada em 1964, como expressão da caridade e da solidariedade em favor da dignidade da pessoa humana, dos filhos e filhas de Deus. Ela é realizada no período da Quaresma, e possui os seguintes objetivos perman entes: Despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo, em particular, os cristãos na busca do bem comum; educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor, exigência central do Evangelho; renovar a consciência da responsabilidade de todos pela ação da Igreja na evangelização, na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária (todos devem evangelizar e todos devem sustentar a ação evangelizadora e libertadora da Igreja)”. 

A CF realiza uma coleta no Domingo de Ramos, que visa ser um dos gestos concretos de conversão quaresmal. O valor arrecadado é aplicado em projetos sociais referentes ao tema refletido em cada ano.  

A Campanha da Evangelização foi criada em 1998, a fim de mobilizar os católicos a assumir a responsabilidade de participar na sustentação das atividades pastorais da Igreja. Um dos pontos altos dessa Campanha é a coleta realizada nas missas e celebrações do 3º domingo do Advento. A distribuição dos recursos é feita da seguinte forma: 45% permanecem na própria diocese; 20% são encaminhados para os regionais da CNBB; e os demais 35% para a CNBB Nacional. A Campanha da Evangelização do ano de 2023 tem por tema: “Em Belém, casa do pão, Deus nos faz irmãos”. 

Mais informações e histórico das Campanhas, acesse: https://campanhas.cnbb.org.br/  

Com informações e entrevistas de Luiz Carlos Bittencourt – Assessor de Comunicação da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão (PR)  




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

Entre em contato conosco pelo whatsapp

(43) 988612351

Visitas: 370342
Usuários Online: 1
Copyright (c) 2024 - RADIO E TV PENTECOSTES - Seja um Patrocinador desta Obra de Evangelização entre em contato conosco 43-988612351
Converse conosco pelo Whatsapp!